A tecnologia Bluetooth permite a interligação sem fios de qualquer tipo de dispositivo móvel que conta com essa funcionalidade, tais como telemóveis, PDAs, Pc portátil, câmaras digitais, leitores portáteis do tipo I-pod, etc. Cada dispositivo compatível com Bluetooth tem um identificador único, que o torna susceptível de receber conteúdo personalizado. Isso permite que, com um servidor bluetooth se possa aumentar o potencial de publicidade gratuita, enviando para todos as pessoas que passem com os respectivos equipamentos informação personalizada.
Digital marketing methods such as search engine optimization (SEO), search engine marketing (SEM), content marketing, influencer marketing, content automation, campaign marketing, data-driven marketing,[6] e-commerce marketing, social media marketing, social media optimization, e-mail direct marketing, Display advertising, e–books, and optical disks and games are becoming more common in our advancing technology. In fact, digital marketing now extends to non-Internet channels that provide digital media, such as mobile phones (SMS and MMS), callback, and on-hold mobile ring tones.[7] In essence, this extension to non-Internet channels helps to differentiate digital marketing from online marketing, another catch-all term for the marketing methods mentioned above, which strictly occur online.
Um exemplo de sucesso é o Facebook que conquistou rapidamente o público e em pouco tempo ultrapassou os concorrentes. A chave foi a simplicidade, a rapidez de execução e a liberdade que o usuário tem ao manusear as suas funções. O uso da rede fez tanto sucesso, que as empresas passaram a investir na criação de um ambiente de comunicação com o cliente, permitindo que criassem uma página de negócios, as fan pages.

Data-driven advertising: Users generate a lot of data in every step they take on the path of customer journey and Brands can now use that data to activate their known audience with data-driven programmatic media buying. Without exposing customers' privacy, users' Data can be collected from digital channels (e.g.: when customer visits a website, reads an e-mail, or launches and interact with brand's mobile app), brands can also collect data from real world customer interactions, such as brick and mortar stores visits and from CRM and Sales engines datasets. Also known as People-based marketing or addressable media, Data-driven advertising is empowering brands to find their loyal customers in their audience and deliver in real time a much more personal communication, highly relevant to each customers' moment and actions.[37]
"Long story short, we are in the middle of a BIG MOVE and all the quality traffic you've been driving to our web site has been keeping us busy. There hasn't been a night (except for maybe today, Memorial Day) where myself and our entire staff has not been burning the midnight oil trying to keep up with all the customers! Oh yeah, this is a GOOD THING. Sleep is over rated! :) Thanks for kicking ass (you are link ninjas... )!" Barry M.

É importante considerar que as raízes do marketing digital são muito semelhantes ás do “Direct Mail Marketing”(Marketing Postal Direto) onde anúncios para diversos produtos eram colocados em jornais e revistas com o objetivo de vender esses mesmo produtos à distancia por encomenda direta. A imprensa tradicional perdeu muito interesse com o facto de que as campanhas digitais podem ser analisadas detalhadamente em termos de eficácia, o que é impossível com anúncios em jornais e revistas.[3]
Alexandro, se você utilizar uma plataforma de ecommerce, a maioria já vem com módulo de afiliados, neste caso é só customizar de acordo com suas necessidades. De fato marketing de afiliados está ganhando mais espaço no mercado, até porque é benéfico para todos envolvidos, desde o cliente que chega por meio de um link de um site ou blog que ele conhece e muitas vezes o responsável pelo conteúdo conhece a loja que se cadastrou no programa de afiliados, como para loja que aumenta a participação na rede. Implementei um programa de afiliados numa loja de produtos eróticos que administro (Sex Nanda) com o sistema PPS (ou CPV) com uma comissão de até 10%. Muito bacana e fácil de usar, isso também é fundamental para os afiliados.
The third and final stage requires the firm to set a budget and management systems; these must be measurable touchpoints, such as audience reached across all digital platforms. Furthermore, marketers must ensure the budget and management systems are integrating the paid, owned and earned media of the company.[67] The Action and final stage of planning also requires the company to set in place measurable content creation e.g. oral, visual or written online media.[68]
Resumindo, quando você promove um determinado programa de afiliado, você é recompensando por essa promoção de acordo com o que a empresa/anunciante decidiu previamente: clique, ação, lead, mil impressões, formulário ou venda. Para percebermos mais facilmente como funciona cada um desses formatos de publicidade com programas de afiliados, vamos analisar caso-a-caso e dar-lhe alguns exemplos práticos para uma melhor percepção:
Esse modelo passou a ser utilizado em praticamente todos os grandes portais e órgãos de comunicação, que vendiam seus espaços publicitários no modelo de CPM a seus anunciantes, porque consideravam que o usuário que navegava em seus sites já estava sendo impactado por esses anúncios, simplesmente por visualizá-los, mesmo que não clicasse. Ainda hoje, o valor de CPM é utilizado em plataformas de anúncios como o Facebook e Google AdWords e é uma métrica extremamente importante de análise de desempenho e custo. Além do mais, é impossível definir a taxa de cliques (CTR) de um anúncio sem termos em consideração o número de impressões dele.
Normalmente, as campanhas ao clique são utilizadas por empresas de grande porte que procuram tráfego indiferenciado para seus sites. Tenha especial atenção ao tipo de regras e tracking que a empresa/anunciante realiza. Por vezes, são apenas contabilizados os cliques unitários e por IP, ou seja, se um mesmo usuário der dois cliques na campanha, você é remunerado apenas por um clique.
Nesse sentido, é recomendável produzir conteúdo relevante sobre os produtos que você está promovendo em seu site ou blog. Isso significa escrever reviews detalhados sobre esses produtos, indicando os prós e contras dos produtos, as vantagens de usá-los e porque você recomenda esses produtos para o seu público. Esse tipo de recomendação tem um poder incrível junto de um público fortemente engajado.

Procure ofertas de afiliado. Depois de escolher seu nicho de mercado, você precisa procurar por programas de afiliados existentes nesse mesmo nicho. Identifique os produtos mais rentáveis e se inscreva como afiliado desses produtos. Não se esqueça de fazer uma avaliação primeiro dos produtos e entender se eles têm qualidade e correspondem às expectativas do público.
Com tudo o que está descrito, muitas vezes as suas potencialidades não são totalmente aproveitadas, sobretudo quando estamos a falar na interacção com os consumidores. Assim, para as empresas isto torna-se claramente e cada vez mais num reboliço sem fim. Terão que se adaptar às exigências que lhes são pedidas pelos mais diversos meios envolventes, colmatando as falhas que possam existir e adequando preços ao mercado tornando-se assim mais competitiva. Para tal as empresas devem munir-se de ferramentas que as levem a identificarem-se e a distinguirem-se nesta selva que é o mercado atual.
© 2019, AWIN VEICULAÇÃO DE PUBLICIDADE NA INTERNET LTDA. Todos os direitos reservados. A AWIN é parte do Axel Springer Group. Nenhuma parte desta publicação pode ser reproduzida, traduzida, arquivada em um sistema de recuperação ou transmitida de qualquer forma ou por qualquer meio, eletrônico, mecânico, fotocópia, gravação ou outro, sem a permissão prévia do proprietário dos direitos autorais.
O Marketing viral é também conhecido como palavra electrónico ou “word of mouse” o equivalente no digital ao word of mouth do marketing tradicional, é uma estratégia que permite propagar mensagens comerciais a um ritmo exponencial. Normalmente designada de comunicação comercial autopropagada. Um exemplo clássico de um caso de sucesso de viral marketing é o Hotmail. Um dos primeiros serviços gratuitos de web-mail que devido à simples frase que surgia em cada mensagem que cada utilizador enviava “Get your free and private e-mail at" nos primeiros seis meses após o seu lançamento atingiu um milhão de utilizadores e ao fim de um ano e meio 12 milhões de utilizadores, altura em que foi vendido à Microsoft por cerca de 400 milhões de dólares. A promoção do filme The Blair Witch Project é outro caso de sucesso de viral marketing, um filme com um orçamento extremamente reduzido que foi um dos filmes mais rentáveis e mais vistos de sempre, devido à divulgação online, sugerindo que o filme (de terror) era um documentário (retratando eventos reais) e à propagação exponencial dessa mensagem.
Esse modelo passou a ser utilizado em praticamente todos os grandes portais e órgãos de comunicação, que vendiam seus espaços publicitários no modelo de CPM a seus anunciantes, porque consideravam que o usuário que navegava em seus sites já estava sendo impactado por esses anúncios, simplesmente por visualizá-los, mesmo que não clicasse. Ainda hoje, o valor de CPM é utilizado em plataformas de anúncios como o Facebook e Google AdWords e é uma métrica extremamente importante de análise de desempenho e custo. Além do mais, é impossível definir a taxa de cliques (CTR) de um anúncio sem termos em consideração o número de impressões dele.
×